Menu

Fisioterapia Ortopédica

Fisioterapia Ortopédica

A Fisioterapia Ortopédica trata disfunções osteomioarticulares e tendíneas resultantes de traumas e suas consequências imediatas e tardias, lesões por esforços repetitivos e patologias ortopédicas.

A Ortopedia, como muitas especialidades, desenvolveu-se por uma necessidade. Uma necessidade de corrigir deformidades, restabelecer função e aliviar a dor. Os cirurgiões ortopédicos desenvolveram a habilidade de prevenir perdas importantes de função e, por outro lado, realmente prevenir mortes inevitáveis. Eles buscam a perfeição da sua arte, assegurando ao paciente alcançar sua melhor condição no menor período de tempo pelo método mais seguro possível.


A fisioterapia ortopédica e traumatológica atua na prevenção e no tratamento de distúrbios do sistema musculoesquelético. A Fisioterapia ortopédica trata disfunções osteomioarticulares e tendíneas resultantes de traumas e suas consequências imediatas e tardias, lesões por esforços repetitivos e patologias ortopédicas.

fisioterapia ortopédica

Nesta modalidade são utilizados recursos terapêuticos, como eletroterapia e crioterapia, recursos cinesioterápicos e terapia manual.


Dentre os recursos eletrotermofototerápicos utilizados temos:
TENS (estimulação elétrica transcutânea), EENM (estimulação elétrica neuromuscular), laser, ondas curtas, ultra-som, iontoforese (corrente galvânica), outras correntes analgésicas, crioterapia, biofeedback e o infravermelho.


Na terapia manual são utilizadas técnicas de mobilização e manipulação articular de Maitland, Mulligan, Kaltenborn, Osteopatia com o intuito de diminuir algias (dores), rigidez e reposicionamento do segmento.


Para completa reabilitação são utilizados os exercícios cinesioterápicos com o intuito de melhorar a amplitude de movimento, aumentar força muscular, treinar propriocepção e por fim retorno às atividades.


Na ortopedia, não se trata da mesma maneira um paciente sedentário e um atleta.
A lesão no ombro de um sedentário exige cuidados diferentes do que o mesmo tipo de lesão no ombro de um atleta, especialmente se ele usar a articulação comprometida no dia-a-dia
.


Por isso, cada vez mais o fisioterapeuta precisa especializar-se para atender melhor as exigências dos pacientes e da própria profissão.

Indicações:

  • disfunções osteomioarticulares e tendíneas
  • lesões por esforços repetitivos (overuse/overtreining)
  • patologias ortopédicas
  • lesões ou doenças que afetam os ossos, músculos e ligamentos
  • algias (dores) agudas ou crônicas
  • próteses
  • pré e pós cirúrgico
  • doenças congênitas
  • lesões esportivas
  • traumas
  • entorses
  • contraturas
  • bursites
  • problemas de Membros Superiores: Ombro, Cotovelo, Punho e Mão
  • problemas de Membros Inferiores: Quadril, Joelho, Tornozelo e Pé
  • problemas na coluna (acentuação ou diminuição das curvas e escolioses)
  • artroses
  • artrites
  • fibromialgia
  • osteoporose



Quer saber mais?


Converse conosco!




Seja qual for a patologia, lesões ortopédicas exigem experiência para aconselhar o cliente sobre as questões de mobilidade, exercício adequado e específico. É necessário fortalecer, alongar, e estabilizar o músculo afetado.


Os programas terapêuticos incluem o fortalecimento e alongamento por meio de exercício, o treinamento funcional para caminhadas ou atividades de vida diária (AVD), piscina terapêutica, terapia manual para a mobilização articular, equilíbrio reciclagem e recondicionamento aeróbio.


Fisioterapeutas são sempre promovedores e incentivadores dos cuidados à saúde e para ajudar a guias através do processo de reabilitação para que possa retornar à sua vida normal o mais rapidamente possível.

Paciência e persistência são qualidades vitais no resultado final para realizar algum esforço que valha a pena.
Joseph Pilates
clicking on ".explore" toggles class "close" on "target" clicking on ".explore" toggles class "open" on "nav"